09Maio
O que é restauração facial?

O que é restauração facial? Conheça!

Logo após a morte, o corpo começa a sofrer diversos tipos de transformações até a finalização das fases de decomposição. Mas, você sabia que é possível deixar o corpo mais apresentável esteticamente para o velório e funeral? Essa é uma das coisas possíveis que pode ser feita na preparação do corpo. No artigo de hoje, falamos um pouco sobre esse tema. Entenda o que é restauração facial e como ela pode ser benéfica. Veja também a diferença dela para a necromaquiagem. Continue a leitura e entenda.

Veja o que é restauração facial!

Para explicar o que é restauração facial, antes precisamos explicar, rapidamente, sobre as fases de decomposição do corpo. Geralmente esse processo acontece entre duas a seis semanas e consiste nas seguintes fases:

  • Autólise – quando há a parada da circulação sanguínea e esfriamento do corpo.
  • Putrefação – o cadáver incha, fica esverdeado e a apresenta um forte odor. Fase também que as bactérias começam a consumir o corpo.
  • Colonização de larvas – quando o odor passa a atrair moscas que depositam ovos que, posteriormente, eclodem e viram larvas.
  • Dispersão – depois que se alimentam, as larvas passam a migrar.
  • Esqueletização – quando não há mais pele e quase não resta cartilagem no cadáver.

Mas, assim que uma pessoa falece as transformações podem começar imediatamente causando sinais na face. Além disso, mortes por acidente traumático podem danificar o corpo e, principalmente o rosto, causando estranheza no velório. Dessa forma a restauração facial é essencial e importante.

Nela, são realizados procedimentos e técnicas para que o rosto do falecido fique o mais próximo possível do que era em vida. Esse serviço permite que o velório seja feito com caixão aberto dando uma possibilidade de última despedida ao seu ente querido mais digna.

Como ela é feita

Para reconstruir a face, o reconstrutor facial pede uma foto da pessoa em vida e tenta refazer as características que ela possuía antes de falecer. Ela pode ser feita em homens e mulheres de todas as idades e possui duas opções:

  • reparação facial – quando existem apenas algumas lesões pequenas e superficiais na face;
  • reconstrução facial completa – realizada quando há perda de ossos e massa tecidual.

O reconstrutor geralmente utiliza materiais específicos, como uma cera especial, que ajudam a completar as partes que faltam. Isso pode incluir ainda um tipo de silicone e até cabelo humano para refazer a barba, por exemplo.

Restauração facial e necromaquiagem: qual a diferença?

Depois de entender o que é restauração facial, vamos explicar agora a diferença entre ela e a necromaquiagem. A verdade é que essa segunda técnica é usada apenas para casos mais leves, sem perda óssea ou grandes problemas na face. A necromaquiagem também tem como objetivo deixar o rosto do falecido mais perto do natural. Portanto, ela corrige imperfeições causadas por longos períodos de internação e até pequenas lesões superficiais, por exemplo. Ela tem esse nome porque utiliza maquiagem convencional para isso.

Podemos dizer que a necromaquiagem funciona como um complemento da restauração facial. Ela pode ser realizada independente da causa da morte.

O agente funerário que realiza essa técnica geralmente possui diversos tipos de base e pó facial para de adequar ao tom de pele natural da pessoa falecida. Ele também pode usar outros tipos de maquiagem como contorno, sombra, blush, máscaras de cílios e batons.

Conheça a Funerária Santa Casa 24h!

Nossa funerária presta serviço de sepultamento e cremação em diversos cemitérios como o cemitério são joão batista do Rio de Janeiro.

Se você perdeu uma pessoa ou conhece alguém que esteja passando por isso, conte com a nossa equipe. Oferecemos desde o auxílio com os papéis até o contato com o cemitério escolhido.

Além disso, também temos serviço de traslado de corpo e diversos planos funerários. Entre em contato com nossa equipe e contrate nossos serviços.

Compartilhe:

Posts Recentes Categorias Tags