07Out
Pessoas caminhando em homenagem à ente falecido em outro país. Conheça as diferenças culturais para a morte!

Diferenças culturais para a morte: como outros países se despedem?

A morte é a única certeza que temos em vida, certo? E cada pessoa tem sua forma pessoal de lidar com isso. Umas enxergam como tabu, outras como um processo natural e importante. De qualquer maneira, o mundo possui centenas de povos, costumes e cultura, e em muitas delas a morte ganha outros significados. Neste artigo, conheça as principais e mais inusitadas formas de se despedir de alguém querido pela Terra. São diferenças culturais para a morte que vão te impressionar! Boa leitura!

7 diferenças culturais para a morte ao redor do mundo

Flores ao chão e passeata com o caixão. Conheça as diferenças culturais para a morte!

1 – Funeral verde

Nos Estados Unidos, praticar um funeral sustentável é, sim, uma solução para se despedir de alguém. Geralmente, o embalsamamento é eliminado e os caixões são biodegradáveis. Com isso, reduz também o número de construções de concretos. Em casos de cremação, as cinzas podem ser colocadas em urnas especiais para o plantio de árvores. Por lá, já existem 40 cemitérios que colocam em prática tal sustentabilidade.

2 – Totens

Dentre as diferenças culturais para a morte, é interessante observar o que foi deixado pela história também. Os nativos das ilhas e costa oeste da América do Norte construíam totens que guardam restos dos guerreiros, xamãs ou chefes depois que morriam. Simbolicamente, o totem funciona como guia para os espíritos homenageados.

3 – Caixão personalizado

Não só de lágrimas e cores escuras se faz um funeral. As pessoas falecidas em Gana podem ser enterradas em caixões personalizados de acordo com a personalidade e status. Na prática, existem caixões em formato de máquinas fotográficas, caixas de cigarro, simulando animais, meios de transporte e outros objetos. Tudo para dar mais significado e emoção à homenagem.

4 – Corais marinhos

De volta aos Estados Unidos, encontramos uma companhia que realiza um serviço um pouco inusitado. Os restos mortais são depositados no fundo do mar em um recipiente deixado em corais. No enterro marítimo, o que antes era uma pessoa cheia de vida e amor à natureza, se torna moradia para animais do fundo do mar.

5 – Miçangas

A Coreia do Sul oferece um serviço sofisticado para pessoas que optam, em vida, a serem cremadas após a morte. A técnica de compressão realizada pelos sul-coreanos junta as cinzas em miçangas coloridas. Posteriormente, elas podem ser guardadas ou transformadas em jóias e outros objetos caseiros.

6 – Torres silenciosas

Fundada na antiga Pérsia, o zoroastrismo é uma religião que diz que o corpo humano perde o espírito quando morre e o corpo deixa de ser puro após três dias. Para seguir a cultura, os seguidores da religião deixam os corpos em construções chamadas de torres silenciosas/torres do silêncio, ou, na língua nativa, “dakhma”. Respeitando a filosofia de que a natureza não deve ser contaminada pelo cadáver, nas Torres os corpos são devorados por abutres e depois limpos.

7 – Mortos vivos e caixões pendurados

Caixões pendurados em penhascos nas Filipinas fazem parte das diferenças culturais para a morte.

As Filipinas guardam diferenças culturais para a morte de cair o queixo. Primeiro, os mortos vivos, ou o funeral conhecido por Tinguian. Nele, mortos são vestidos, maquiados e colocados em posições (como sentados em cadeiras) para que pareçam vivos. Outra prática é a de caixões pendurados, onde eles são amarrados em penhascos. O objetivo simbólico é para que as almas descansem em paz e achem o caminho para o deus Kabunian. Hoje, muitos desses penhascos se tornaram pontos turísticos.

E no Brasil, como ocorrem os funerais?

As diferenças culturais para a morte destoam muito de um país para o outro. Entretanto, analisando bem, a maioria busca uma forma de homenagear e emanar boas energias para a alma da pessoa falecida. No artigo da Funerária Santa Casa 24H sobre o que fazer com as cinzas da cremação, demos dicas que podem ser realizadas aqui no Brasil, por exemplo.

Em geral, a melhor dica é manter-se em um ótimo plano funerário com benefícios primordiais. Na Funerária Santa Casa 24H, você encontra serviços importantes como traslado de corpo, assistência funerária, cremação, entre outros.

Faça-nos uma ligação e entenda melhor a importância de contar conosco, independentemente do estágio da sua vida! Se prevenir e garantir que ninguém se enrole financeiramente com sua morte não é um pensamento pessimista, e sim precavido. Além disso, oferecemos assistência necessária para a morte de um ente querido seu.

Compartilhe:

Posts RecentesCategoriasTags